Uma história inacabada 2
 

Por Rodrigo Munari e Vitor Borgoni.

Camilo, era um guri querido.
Tinha 10 anos, cabelos cacheados, pernas finas e falava pouco.
Sua cabeça era cheia de ideias, muitas delas.
Ele era uma pessoa inteligente, mas precisava de concentração e um certo esforço para
se comunicar. Alguns dos seus colegas não o entendiam, mas respeitavam o seu jeito.
Ele era bem sério, quando alguém em tom de brincadeira dizia algo que era pura imaginação, ele não achava muita graça.
Olívia sabia disso, era uma amiga de verdade.
Tinha 10 anos, cabelos compridos e cacheados, pernas grossas e falava muito.
Às vezes, na escola, era ela quem traduzia para os colegas as coisas que Camilo não conseguia expressar direito.
Um dia ele contou para ela, que a cabeça dele era tipo um armário, cheio de coisas meio bagunçadas e, de vez em quando, era um pouco demorado para encontrar a coisa desejada naquela pequena desorganização. Por isso ele se balançava repetidamente, o
movimento contínuo o ajudava a encontrar a coisa dentro da sua cabeça.
Tu sabes o que é TEA – Transtorno do Espectro Autista – ?
A Olívia e o Camilo sabiam bem, ela por ser amiga de uma pessoa com TEA, e ele, por ser uma pessoa com TEA.
Tem uma porção de gente que ainda não sabe: algumas pessoas com autismo tem uma audição mais sensível a sons e barulhos.
Digo isso porque naquela tarde, eles precisaram ser muito espertos.

Naquela tarde, teria uma prova muito importante, que com uma média boa, poderia dar a chance de Camilo e Olívia estudarem em uma das melhores escolas da região. Faltava pouco tempo para a hora da prova, os dois no recreio conversavam para tentar aliviar o clima de tensão, porém Camilo não conseguia ficar calmo, estava muito nervoso, Olívia ficou surpreendida, pois pensava que era ela que estava perdendo o controle, tentou o ajudar de alguma forma, fez ele respirar fundo e pegou em sua mão, em seguida percebeu que ele estava mais calmo.

O sinal tocou e todos os alunos entraram em suas salas, assim que receberam as provas, o clima ficou mais tenso, quando Camilo e Olívia viram que o tema da prova era sobre TEA, ficaram mais tranquilos, pois conheciam bem sobre o assunto. Quando concluíram a prova, se encontraram na frente da escola e conversaram um pouco, e diziam estar bem confiante com o resultado.

Passou um mês, e o resultado finalmente chegou, estavam muito ansiosos para ver se passaram ou não, Olívia ao ver o resultado se emocionou de felicidade, tinha passado. Camilo também se emocionou, mas não era pelo mesmo motivo, ao ver que não tinha passado, sentiu como se uma faca atravessava seu peito. Camilo desesperado ligou para Olívia pra conversar sobre o acontecido, Olívia atendeu muito alegre, dizendo que tinha passado e com total certeza afirmou que eles iriam junto para a outra escola, Camilo com a voz baixa segurando o choro, falou que não havia alcançado a nota para passar.

Depois de um tempo, Olívia já havia se mudado de escola, Camilo estava muito pra baixo, pois não iria mais ver a sua amiga, e por fim pensou que seria esquecido, mas Olívia por ser uma amiga verdadeira, nunca deixou de ter contato com Camilo, isso prova que ela nunca foi amiga dele por pena e sim porque gostava dele.

ACOMPANHE RODRIGO MUNARI NAS REDES SOCIAIS

  • Black YouTube Icon
  • Black Vimeo Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon