Uma história inacabada 2
 

Por Rodrigo Munari e Bruna Haas


Camilo, era um guri querido.
Tinha 10 anos, cabelos cacheados, pernas finas e falava pouco.
Sua cabeça era cheia de ideias, muitas delas.
Ele era uma pessoa inteligente, mas precisava de concentração e um certo esforço para
se comunicar. Alguns dos seus colegas não o entendiam, mas respeitavam o seu jeito.
Ele era bem sério, quando alguém em tom de brincadeira dizia algo que era pura imaginação, ele não achava muita graça.
Olívia sabia disso, era uma amiga de verdade.
Tinha 10 anos, cabelos compridos e cacheados, pernas grossas e falava muito.
Às vezes, na escola, era ela quem traduzia para os colegas as coisas que Camilo não conseguia expressar direito.
Um dia ele contou para ela, que a cabeça dele era tipo um armário, cheio de coisas meio bagunçadas e, de vez em quando, era um pouco demorado para encontrar a coisa desejada naquela pequena desorganização. Por isso ele se balançava repetidamente, o
movimento contínuo o ajudava a encontrar a coisa dentro da sua cabeça.
Tu sabes o que é TEA – Transtorno do Espectro Autista – ?
A Olívia e o Camilo sabiam bem, ela por ser amiga de uma pessoa com TEA, e ele, por ser uma pessoa com TEA.
Tem uma porção de gente que ainda não sabe: algumas pessoas com autismo tem uma audição mais sensível a sons e barulhos.
Digo isso porque naquela tarde, eles precisaram ser muito espertos.

 

Olívia amiga de Camilo sentou jundo dele para Camilo explicar a situação que ele estava passando.

Então ele começou, falou para Olívia que não era fácil explicar para as pessoas que ele tinha TEA. Camilo pensava que todas as pessoas iriam zombar de sua cara por ser uma pessoa com TEA.

Como Camilo era muito amigo de Olívia e sabia que poderia contar com ela, pediu sua ajuda para explicar para seus outros colegas sobre o que Camilo tinha, Olívia sem pensar das vezes falou sim, é claro que lhe vou ajudar Camilo ficou muito feliz por ela ter aceitado.

Camilo se sentiu bem em ter explicado sua situação toda para Olívia.

Na tarde seguinte eles entraram na sala e falaram para seus colegas que teriam um assunto muito importante para repassar para eles, todos ficaram pensando o que seria esse assunto tão importante. Quando a professora entrou na sala Olívia ergueu sua mão e falou professora você me dá uma licencinha, para repassar um assunto muito importante aos meus colegas, a professora falou é claro, venha até aqui na frente e fale.

Olívia começou a explicar para os colegas a doença que Camilo tinha, todos seus colegas ficaram surpresos por tudo que Olívia estava falando, mas Olívia tinha seu jeito de explicar, e todos os colegas compreenderam o que Camilo tinha, todos os colegas foram até a mesa de Camilo e lhes abraçaram e falaram Camilo nos entendemos o que você tem, e você sabe que você pode contar sempre com nossa ajuda, todos sorriram.

A partir daquele dia todos ajudavam Camilo.

ACOMPANHE RODRIGO MUNARI NAS REDES SOCIAIS

  • Black YouTube Icon
  • Black Vimeo Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon